Azul corrige problemas, mas persiste em outros

0

Mal cheiro e cadeiras inadequadas no setor de check-in, ruído incômodo para o trabalhador que opera as esteiras. Estas são as questões que vinham afetando os trabalhadores da Azul no último período, mas recentemente a empresa resolveu alguns desses problemas, já em outros, não fez nenhuma mudança.

O mal cheiro no Terminal 2, onde a Azul opera, foi resolvido com a troca de encanamentos e com a instalação de desodorizadores na última semana. Este problema afetava todo o saguão do terminal que também é conhecido como “aeroporto velho”, gerando incomodo em trabalhadores e passageiros.

Sobre as cadeiras adequadas, com ergonomia apropriada para o trabalho no check-in, não chegaram. Isso porque o modelo correto teria de contar com descanso parar os braços, o que não constava nas cadeiras que chegaram para a Azul. Segundo informações dos responsáveis, as cadeiras corretas devem chegar em breve.

Já quanto ao ruído das esteiras, barulho que está dentro da legislação apesar de bastante alto, não deve sofrer alterações por parte da Azul, já que a responsável pelos equipamentos, a Fraport, não tem planos para de fazer mudanças.

“Algumas atitudes estão sendo tomadas pela empresa para que a qualidade do ambiente de trabalho melhore, mas a continuidade do ruído incomodo nas esteiras, que é um problema histórico nos dois terminais, merece atenção tanto das aéreas quanto da Fraport”, afirma o Sindicato. A entidade continuará cobrando dos responsáveis uma resolução para o caso das cadeiras e dos ruídos das esteiras.

Share.

Leave A Reply

3 + 3 =