Sindicato luta por segurança e estacionamento no Salgado Filho

0

Nas últimas semanas, o Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre intensificou seus esforços para melhorar as condições de segurança e para conquistar um estacionamento viável para os trabalhadores do Aeroporto Internacional Salgado Filho.

Demanda urgente dos aeroviários que trabalham nos terminais, um estacionamento gratuito ou com valores acessíveis é objetivo do Sindicato. Para isso, a entidade entregou um abaixo-assinado com 605 assinaturas para o presidente do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) Ronaldo Bento Trad, para todas as empresas aeroviárias que operam no Aeroporto e para a gestora do local, a Fraport. No documento, a categoria pede, além de um estacionamento gratuito ou com valores acessíveis, por mais segurança nas áreas do entorno.

Pensando em somar esforços nesta luta para reverter a sensação de insegurança dos arredores dos terminais, o Sindicato reuniu-se com o tenente-coronel Douglas da Rosa Soares, que comanda o 11° Batalhão da Polícia Militar (11° BPM). No encontro, que aconteceu na última sexta-feira (31) na sede do Sindicato, os diretores da entidade repassaram ao representante da Brigada Militar (BM) os casos relatados pelos trabalhadores, números que não bateram com as estatísticas da corporação. Para o Sindicato, essa carência nos números da BM deve-se a falta do registro de boletins de ocorrência por parte dos trabalhadores, o que, segundo o comandante, dificulta o planejamento do policiamento. Frente a esse problema, o Sindicato pede que todos os trabalhadores que sofrerem com crimes na região registrem essas ocorrências nas delegacias.

Duas medidas foram adotadas já a partir desta reunião, a criação de um grupo de WhatsApp envolvendo representantes do Sindicato e da BM com o intuito de agilizar a comunicação entre a entidade e a polícia, e uma palestra do comandante para os aeroviários na Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Sipat) da Latam, na segunda-feira (10), às 14h, a fim de orientar a categoria sobre Segurança Pública.

“A categoria pediu segurança e estacionamento, o Sindicato foi atrás. Também estamos aguardando uma resposta da Fraport, que prometeu um retorno para a nossa demanda de estacionamento, mas até o momento não entregou nada”, afirma a diretoria do Sindicato.

Share.

Leave A Reply

9 + 6 =