Aeroviários da Latam rejeitam proposta de ACT

0

Em assembleia realizada na última quinta-feira (16), os trabalhadores da Latam em Porto Alegre rejeitaram a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) colocada pela empresa. Através de voto secreto, 134 aeroviários rejeitaram o ACT, enquanto 44 foram favoráveis, totalizando 76,5% de rejeição contra 23,5% de aprovação.

A assembleia, que primeiramente aconteceria no saguão do Salgado Filho, foi realocada a pedido da Fraport, que disponibilizou uma sala atrás do check-in internacional para a realização da assembleia. Das 7h30, quando aconteceu a abertura das votações com participação de representantes do Sindicato e da Latam, até à meia-noite, 178 aeroviários participaram do processo, índice que contempla mais da metade da categoria empregada na empresa.

Aeroviários de todos os turnos participaram das eleições (Johnny Oliveira/Sindicato)

Com a rejeição do ACT, os trabalhadores da Latam não sofrerão mudança alguma, seguirão contemplados pela Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) que foi assinada junto ao Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) no mês de dezembro, contando com reajuste de 3,37% em todas cláusulas econômicas e algumas mudanças nas cláusulas sociais.

Outros sindicatos que representam aeroviários como o Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos e o Sindicato dos Aeroviários de Recife também rejeitaram a proposta na última quinta-feira. Dentre os sindicatos filiados à Fentac/CUT, somente o Sindicato Nacional dos Aeroviários aceitou a proposta da empresa.

Para o Sindicato, a categoria aeroviária de Porto Alegre está de parabéns por ter participado das assembleias tanto do ACT quando da CCT, tornando o processo de escrutínio bastante amplo e democrático. “Ficamos felizes que nessa última assembleia a categoria compareceu em número expressivo e fez valer a sua vontade”, finalizam os diretores da entidade.

Share.

Leave A Reply

9 + 8 =