EDITORIAL: Nós trabalhamos por uma Previdência Social justa, este direito é nosso

0

O Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre é uma casa com intensa luta pelo direito dos aposentados. Faz parte do histórico desta entidade um duro trabalho feito pelo Aerus, fundo de pensão que até hoje rende muitas questões, já que o seu processo de pagamento não está finalizado.

É por conhecer de perto problemas como esses do Aerus que o Sindicato é firme em se posicionar contra a Reforma da Previdência. Esta entidade tem o conhecimento de causa suficiente para afirmar que enfraquecer a Previdência Social e relegar o trabalhador a uma aposentadoria minguada tem consequências avassaladoras para quem trabalhou uma vida inteira.

Observando casos individuais, é possível encontrar histórias em que uma aposentadoria justa seria capaz de financiar um tratamento de saúde imprescindível, garantir uma moradia digna e um sustento igualmente merecido. Até o dia de hoje, mais e mais histórias chegam até os diretores do Sindicato sobre aposentados que, em meio a suspensão dos pagamentos integrais do Aerus, estiveram em uma difícil posição ou até mesmo morreram sem receber o que lhes era de direito.

Com a idade mínima fixada em 65 anos para os homens e 62 para as mulheres, os cálculos para aposentadoria irão mudar radicalmente, não fazendo justiça com trabalhadores que começaram sua vida profissional muito cedo. Nesta Reforma da Previdência que está sendo proposta pelo governo, porém, os próprios parlamentares responsáveis por cometer essas injustiças estão tentando preservar seus próprios privilégios. Para o Sindicato, castigar trabalhadores e manter benefícios em causa própria não condiz com o discurso governista de que precisamos dessa dita Reforma para sanar o problema do desemprego.

O Sindicato defende que mudanças, caso ocorram, atinjam não os trabalhadores, mas sim os privilegiados que recebem altíssimos benefícios. Para esta entidade, o que os trabalhadores merecem é nada mais e nada menos do que trabalharam para conquistar, e mudar as regras do jogo é tirar do alcance da mão da nossa classe um direito que já é nosso por direito.

Para participar dessa luta por uma aposentadoria justa, um site desenvolvido pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), o www.napressao.org.br, proporciona uma maneira rápida de pressionar parlamentares para rejeição da proposta de Reforma. “É importantíssimos que nós tomemos medidas para combater essa perda de direitos, pressionar os congressistas é um bom meio para participarmos dessa discussão”, afirma a diretoria do Sindicato.

Share.

Leave A Reply

6 + 7 =