Latam: setor de rampa não possui estrutura obrigatória

0

A Latam está desobedecendo a Norma Regulamentadora (NR) 24, item que fala sobre as condições sanitárias e de conforto nos locais de trabalho. Segundo a NR, a empresa deve fornecer um chuveiro para cada dez trabalhadores alocados em atividades que “provoquem sujidade”, ou seja, que produzam sujeira. Hoje, cerca de 35 aeroviários do setor de Rampa e de limpeza de aeronaves, homens e mulheres, utilizam apenas um chuveiro, que também é dividido com os passageiros.

Anteriormente, foi acordado entre o Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre e Latam que novos vestiários e chuveiros seriam entregues até o dia 26 de outubro, o que não aconteceu. Atualmente, o trabalhador dos setores precisa atravessar boa parte do Terminal 1, subir para o segundo andar e transitar entre os passageiros para ter acesso às chaves para o chuveiro. Uma vez terminado o turno, os aeroviários são obrigados a esperar pela sua vez de tomar banho.

O Sindicato defende a instalação de no mínimo mais chuveiros para os trabalhadores, o que atenderia ao que é descrito na NR 24. Para a entidade, a falta de estrutura obrigatória por lei é tão grave quanto sujeitar o trabalhador à, cansado do seu turno de trabalho, circular entre os passageiros e lanchonetes para poder tomar o seu banho.

“Esse é um problema que já aconteceu na Latam e que agora volta a ocorrer”, afirma a diretoria do Sindicato, que complementa, “nós vamos denunciar para a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) esse desrespeito à legislação que é praticado pela Latam.”

Share.

Leave A Reply

1 + 5 =