Outubro Rosa é pela vida das mulheres

0

O câncer de mama, depois do de pele, é o tipo de câncer mais comum no Brasil e o que causa o maior número de mortes. São diversos fatores que são considerados de risco, hormonais, fatores de comportamento, genéticos e relacionados ao histórico reprodutivo da mulher.

Alguns desses fatores de risco, porém, são evitáveis. O sedentarismo e o controle do peso, que podem ser combatidos com a prática de exercícios e com dieta, e o consumo de álcool, que pode ser reduzido, são algumas maneiras de diminuir a chance de desenvolvimento da doença.

Quando tratamos de doenças, independente da gravidade, o melhor remédio é a prevenção. No caso do câncer de mama, não é diferente. Segundo Instituto Nacional de Câncer José de Alencar (Inca), é recomendável que as mulheres examinem as mamas no dia a dia para que possam reconhecer suas variações naturais, facilitando a identificação de alterações. Para o Inca, mulheres de 50 a 69 anos devem realizar a mamografia a cada dois anos, e o acompanhamento médico para prevenção é recomendado para todas as idades.

É preciso que todas estejam atentas aos principais sintomas deste câncer, são eles:
Presença de caroço geralmente indolor
Pele da mama avermelhada, retraída ou com casca laranja
Alterações no bico do peito
Nódulos na região das axilas ou pescoço
Saída de líquido anormal das mamas.

Para acessar o material impresso produzido pelo Sindicato, clique aqui.

Share.

Leave A Reply

9 + 2 =