Gol: Assédio moral e sobrecarga de trabalho afetam aeroviários

0

Os setores de check-in e despacho da Gol em Porto Alegre estão sofrendo com falta de pessoal. As demissões vêm sob a justificativa de corte de custos de operação, porém acarretam em diversos problemas para a categoria na empresa.

Com a redução do número de trabalhadores, a sobrecarga de trabalho faz parte da rotina diária. Os supervisores pressionam os aeroviários por produtividade e pontualidade e ameaçam com demissão quem não der conta de suas funções, muitas vezes acumuladas pela falta de colegas recentemente demitidos.

O Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre alerta para os riscos e consequências do assédio moral e da carga excessiva de trabalho. São doenças físicas e mentais que podem ser desenvolvidas e que podem causar o afastamento do aeroviário do trabalho.

O Sindicato pede que sejam feitas denúncias para os diretores da entidade sobre casos semelhantes na Gol e em outras empresas para que possam ser tomadas as medidas cabíveis.

Share.

Leave A Reply

3 + 7 =