Sindicato e Fraport abrem diálogo

0

Reunião com nova gestora do Salgado Filho dá bom início a relação entre as diretorias

A primeira reunião entre diretoria da Fraport e diretores do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre aconteceu na última quinta-feira (25). Este encontro entre concessionária e entidade sindical marca o início de conversas que tratarão de problemas recorrentes do Salgado Filho, também buscando o caráter preventivo em questões de saúde e segurança.

Na reunião, a Fraport mostrou-se ciente das irregularidades físicas que afetam o Salgado Filho como o sucateamento de algumas estruturas e equipamentos, mas comprometeu-se a renovar as duas áreas ao longo dos próximos anos, e registrou no encontro que já está tomando algumas providências. Sobre esta questão, o Sindicato frisa que é importante que a empresa aplique critérios semelhantes ao adotado nos terminais que administra mundo afora, já que o Salgado Filho é a principal porta de entrada aérea para quem acessa não só Porto Alegre, mas também o Rio Grande do Sul.

Outro item tratado na reunião foi um pedido já antigo dos trabalhadores dos terminais, o estacionamento para funcionários. Sobre a questão, foi estabelecido que a Fraport irá avaliar as condições de construir ou destinar um estacionamento para funcionários enquanto o Sindicato irá dialogar com as empresas para buscar o custeio total ou parcial do serviço.
Já sobre a pista, setor que já apresentou problemas de segurança, o Sindicato pediu que a empresa continue tomando medidas preventivas em caso de tempestades para que novos acidentes não aconteçam. Nesta questão, a entidade sindical destaca que é vital para a segurança que a Fraport ignore a pressão das aéreas que se negam a suspender os serviços durante o mau tempo. O Sindicato também pediu que sejam instalados bebedouros, devido as altas temperaturas do verão, e locais para que os trabalhadores possam se lavar em caso de emergência com chuveiros lava-olhos.

O Sindicato afirma que o Aeroporto é casa dos aeroviários, já que mais da metade de seus trabalhadores fazem parte da categoria, e espera que o bom entendimento também seja o tom dos próximos encontros entre entidade sindical e concessionária.

Share.

Leave A Reply

1 + 9 =