Aeroviários já são prejudicados por Reforma Trabalhista

0

No dia 11 de novembro de 2017, a Reforma Trabalhista passou a vigorar no Brasil.  A partir dessa mudança drástica nos direitos da classe trabalhadora brasileira, era sabido e difundido por especialistas, sindicalistas e por lideranças políticas que não tardaria para que as empresas dessem início às práticas de acordo com as novas leis. Em alguns setores, os reflexos dessa nova legislação foram mais rápidos, em outros, estão acontecendo de forma gradual.

Recentemente a categoria aeroviária de Porto Alegre também tem sentindo as consequências da Reforma Trabalhista. As demissões na TAP ME assim como em outras empresas foram alguns dos sinais desse que é considerado pelo Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre e por outras entidades que defendem o trabalhador como um desmanche da legislação trabalhista.

O Sindicato também foi procurado por trabalhadores da Latam que indicaram diversos equívocos e diferença de valores nas homologações que acontecem na empresa. O Sindicato destaca que esta empresa é a única que se nega a homologar as demissões na sede da entidade sindical.

Estes dois exemplos são algumas das consequências da Reforma Trabalhista não só na categoria aeroviária como em toda a classe trabalhadora. Com a finalidade de amparar o aeroviário, o Sindicato pede que os trabalhadores procurem a entidade para relatar este tipo de problema para que a entidade possa prestar a assessoria necessária nesses casos.

Share.

Leave A Reply

7 + 1 =