Sindicato e TAP ME discutem melhorias

0

A direção do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre reuniu-se com representantes da TAP ME, no último dia 2, para debater os problemas enfrentados pelos trabalhadores, em busca de soluções. Segue abaixo, por tópicos, um resumo das discussões feitas nessa reunião.

Vestiário 2 – A empresa está analisando a manutenção que precisa ser feita e realizando um orçamento externo. A TAP ME vai avaliar a sugestão feita pelo Sindicato de fechar a entrada existente e reabrir a antiga entrada, localizada na parte interna da Portaria 2, para solucionar parcialmente o problema de alagamento.

Uniformes – A empresa informou que chegaram algumas numerações de calças e jaquetas, em pouca quantidade. A TAP ME promete distribuir jaquetas na cor verde para estagiários ainda esta semana. O Sindicato ressalta que vem cobrando os uniformes desde a primeira quinzena de maio.

Lavagem de uniformes – O Sindicato cobrou a efetivação da lavagem, mas a empresa alegou que o serviço ainda não entrou em vigor devido à falta de uniformes. Segundo eles, a TAP ME está priorizando a entrega dos itens que chegaram aos setores atendidos (Galvanoplastia, Almoxarifado de Produtos Químicos e ETE). A solicitação do Sindicato para estender o serviço aos setores de Pintura e Limpeza está em estudo. O responsável é o Sr. Silvio Scola.

Pavimentação – O Sindicato já havia cobrado da empresa o reparo da pavimentação em pontos de tráfego de peças e veículos, como empilhadeiras, e teve o pleito parcialmente atendido. Na reunião do dia 2, foram apontados novos locais a serem reparados. O acesso ao ETE já está orçado, e o responsável é o gerente de Infraestrutura, Sr. Artêmio.

Procedimento fúnebre – O Sindicato vem cobrando, insistentemente, que o procedimento em casos de falecimento seja fixado nos murais, para conhecimento de todos. As informações são de grande importância, pois o seguro é acionado e as famílias podem ficar despreocupadas com a organização desse procedimento, num momento em que já estão fragilizadas com a perda de um ente querido. O telefone de emergência desse serviço está localizado atrás do crachá. O gerente de RH, Rodrigo Cauduro, comprometeu-se a fixar nos murais um comunicado com as orientações para os trabalhadores.

Sirene – Atendendo à demanda da categoria, será realizada a troca do “toque” da sirene. Caso o volume continue excessivo, o equipamento será transferido para outro local.

Plano de saúde – Diante dos vencimentos das carteirinhas do plano de saúde em 31 de outubro desse ano, o Sindicato questionou a TAP ME sobre a renovação das mesmas. A presidenta, Gláucia Loureiro, disse que a empresa definiu no seu planejamento a permanência da Unimed, seja através da CNU ou da Unimed Porto Alegre. O Sindicato cogitou a possibilidade de acabar com as coparticipações, e Loureiro não descartou as chances, caso o orçamento seja menos oneroso para a empresa.

Sala da Galvanoplastia – A gerência local alegou que a empresa passa por auditoria, que tem a finalidade de aplicar novos métodos de trabalho e organização setorial “Kaisen”. Segundo a TAP ME, após o setor estar definitivamente organizado, a sala será construída para abrigar os trabalhadores e mantê-los protegidos dos vapores químicos e ruídos excessivos do ambiente.

Share.

Leave A Reply

4 + 6 =