Uniformes, Nuggets na janta, Vacina e Dia da greve: veja as notícias da TAP ME nesta semana

0

Sobre a greve do dia 28

O funcionário que não conseguiu chegar até a empresa no dia 28 de abril deve procurar o seu supervisor para pagar 4 horas de trabalho. Caso tenha essa quantidade no banco de horas, esse tempo será tirado de lá. Dessa forma, o aeroviário receberá seu salário normalmente.

Restaurante serve nuggets na janta

Na última terça-feira (10/5), os trabalhadores do turno da noite tiveram em sua janta uma quantidade contada de nuggets de frango. O restaurante, que começou com um serviço de alta qualidade, agora encontra-se com pouca variedade de alimentos e queda brusca na qualidade das refeições. Segundo a empresa TAP ME, será formada uma comissão de funcionários para falar a respeito do restaurante.
O Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre pede que o aeroviário procure o RH da TAP ME e realize as suas reclamações, registrando junto à empresa as suas críticas aos serviços. “A culpa não é dos trabalhadores da Risotolândia”, comenta o Sindicato. “É possível que esses funcionários estejam apenas cumprindo ordens e não tenham as condições para oferecer um serviço de qualidade”, diz a entidade. Dentre outras reclamações, estão as comidas cruas, saladas de péssima qualidade e feijão também de baixa qualidade.

Vacina será aplicada na segunda quinzena

Até sexta de manhã, o RH da TAP ME ainda está recebendo inscrições para a vacinação contra a gripe. O valor da vacina, de R$ 21,50, será descontado na folha de pagamento. O aeroviário interessado deve comparecer ao setor e preencher o formulário necessário para autorização do desconto.
A vacina da gripe será aplicada, provavelmente, na segunda quinzena de maio.

Aeroviários reclamam da falta de uniformes

Com a chegada das baixas temperaturas, os aeroviários precisam de novos uniformes. Porém, a empresa está sem estoque de muitas numerações masculinas e femininas. Segundo informações dos responsáveis, a chegada dos novos uniformes para o período de inverno deve acontecer até o dia 31.
O Sindicato espera que a empresa atenda às solicitações dos trabalhadores e forneça as roupas necessárias para o rigoroso inverno gaúcho. Até a entrega dos itens, os aeroviários têm o direito de usar suas roupas e não ser punidos.

Share.

Leave A Reply

7 + 8 =